Segunda, 15 de Julho de 2024
13°

Tempo nublado

Itapema, SC

Policial Op. Mundare

Operação policial desarticula violento grupo criminoso com 'regras próprias' em SC

Polícia cumpre mandados de prisão e busca contra organização envolvida em homicídios, cárcere e tortura.

09/07/2024 às 11h56 Atualizada em 09/07/2024 às 12h13
Por: Rádio Cidade
Compartilhe:
Operação Mundare foi deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (9) – Foto: Divulgação/Polícia Civil
Operação Mundare foi deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (9) – Foto: Divulgação/Polícia Civil

Nesta terça-feira (09), uma operação liderada pela Delegacia de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, com apoio de diversas unidades da polícia, está cumprindo nove mandados de prisão e 20 de busca e apreensão contra uma organização criminosa no Sul de Santa Catarina. Conhecida como Operação Mundare, a ação tem como alvo um grupo envolvido em crimes graves, incluindo homicídios, cárcere, porte ilegal de arma de fogo e tortura.

O grupo criminoso, cujos membros aplicavam "regras próprias" contra desafetos e devedores, chamou a atenção das autoridades pela violência empregada em suas atividades. Durante as investigações, a polícia descobriu casos de tortura, sequestro e cárcere privado, além do homicídio de um homem identificado como Douglas da Rosa Ferreira, ocorrido recentemente em Laguna.

Assassinato de Douglas Rosa Ferreira motivou operação Mundare — Foto: Reprodução

A ação coordenada visa não apenas desarticular a organização criminosa, mas também prevenir crimes planejados que poderiam ocorrer em várias partes do estado. A polícia, com o suporte de delegacias de cidades vizinhas como Tubarão, Garopaba, Imbituba e Pescaria Brava, está concentrada em fortalecer o inquérito e identificar toda a extensão das atividades do grupo.

Continua após a publicidade
Anúncio

A Operação Mundare conta com o apoio de diferentes setores da Polícia Civil e Militar, incluindo o Pelotão de Patrulhamento Tático, Agência de Inteligência e Canil Setorial, entre outros. As investigações estão programadas para serem concluídas dentro de 30 dias, visando desmantelar completamente a estrutura criminosa e garantir a segurança pública na região.

 

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO AO VIVO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.