Segunda, 15 de Julho de 2024
13°

Tempo nublado

Itapema, SC

Política Encontro

Bolsonaro e Jorginho recepcionam Javier Milei em Balneário Camboriú

Bolsonaro e o presidente argentino participam do CPAC e permanecem na cidade até domingo (7)

07/07/2024 às 10h00 Atualizada em 07/07/2024 às 10h35
Por: Rádio Cidade
Compartilhe:
Foto - Divulgação/Eduardo Valente-GOVSC
Foto - Divulgação/Eduardo Valente-GOVSC

O presidente da Argentina, Javier Milei, desembarcou no aeroporto de Navegantes por volta das 21h deste sábado (06), e, em comitiva, se locomoveu de carro até o centro de Balneário Camboriú, Santa Catarina, onde foi recebido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro em um hotel no centro. Milei veio para participar da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC) 2024, em Balneário Camboriú, evento organizado pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP). 

Esta é a primeira vez do chefe de Estado no Brasil, mas ele quebrou o protocolo diplomático e não visitará o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Dezenas de apoiadores o receberam na porta do hotel. O argentino é a principal atração da CPAC neste domingo (7). A recepção contou com a presença de importantes figuras políticas, incluindo os governadores Jorginho Mello (PL), de Santa Catarina, e Tarcísio de Freitas (Republicanos), de São Paulo, o deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG), o influenciador Paulo Kogos, e o deputado estadual Lucas Bove (PL-SP), além de outros políticos.

Continua após a publicidade
Anúncio

Vídeo - Reprodução/Redes Sociais

Antes da chegada de Milei, um sósia do argentino apareceu rapidamente na entrada do hotel e tirou selfies com alguns dos presentes. Ele saiu de um carro e algumas pessoas gritaram "é o Milei!".

Os presentes acompanharam juntos o final da partida em que o Brasil foi eliminado nos pênaltis pelo Uruguai na Copa América.

Diplomacia Federal e Estadual

De acordo com o governo de Santa Catarina, Jorginho Mello convidou pessoalmente Milei, em sua posse no cargo, para visitar o estado e afirmou a ele que os vizinhos já fazem parte da realidade catarinense, em especial como turistas durante a temporada de verão.

"A Argentina é o único país que faz fronteira com o estado. Na área econômica, o país é o terceiro maior parceiro comercial de SC, atrás apenas dos Estados Unidos e da China. O governador é um entusiasta do fortalecimento dessas parcerias comerciais nessa retomada econômica que vive a Argentina", informou a assessoria de comunicação do governo.

Foto - Divulgação/Eduardo Valente-GOVSC

Na última sexta (5), o porta-voz do governo da Argentina, Manuel Adorni, classificou as reuniões do presidente Javier Milei com o governador de Santa Catarina, Jorginho Melo (PL), e com empresários do estado como "prioritárias" em relação a um encontro bilateral com Lula. Jorginho Mello é considerado um dos governadores mais alinhados ao ex-presidente Bolsonaro.

Milei teria rejeitado a ajuda do Itamaraty. Durante sua estadia no Brasil, ele vai contar com auxílio direto do governo de Santa Catarina, que vai oferecer dois carros e escolta policial ao chefe de Estado. O governo confirma o apoio logístico e de segurança, mas afirma que por questões de segurança, é padrão da Polícia Militar de SC e da Casa Militar do Governo do Estado não divulgar número de viaturas e nem de profissionais atuando em qualquer operação de Segurança Pública.

Jantar Vip

O Congresso Conservador CPAC também promoveu um jantar exclusivo com palestrantes do evento neste sábado (6), a partir das 19h. Os ingressos, limitados a 100 pessoas, foram vendidos a partir de R$ 5 mil e esgotaram rapidamente.

Os principais convidados do jantar foram o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e o presidente argentino Javier Milei. Contudo, devido ao horário de chegada de Milei, sua recepção foi mais reservada, e ele não participou do jantar. O evento aconteceu no Expocentro de Balneário Camboriú, mesmo local das palestras, mas em um espaço reservado.

O jantar foi organizado por uma empresa especializada em eventos corporativos. Segundo Guilherme Colombo, marido da deputada federal Julia Zanatta (PL) e um dos organizadores do congresso, o valor elevado dos ingressos é uma prática comum no CPAC:

"É uma forma de angariar fundos para o custeio do evento. É o modelo tradicional utilizado no CPAC dos EUA", afirmou Colombo.

Foto - Divulgação/Eduardo Valente-GOVSC

As mesas do jantar foram dispostas para seis pessoas, recebendo convidados como o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello (PL), o governador de São Paulo, Tarcísio Freitas (Republicanos), e diversas figuras da direita e extrema-direita latino-americana. Entre eles estavam José Antonio Kast, presidente do Partido Republicano do Chile, o cantor e potencial candidato à presidência do México, Eduardo Verástegui, e o ministro da Justiça de El Salvador, Gustavo Villatoro.

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira (PL), também marcou presença, assim como Jair Bolsonaro Jr., filho do ex-presidente e pré-candidato a vereador por Balneário Camboriú, o senador Jorge Seif, e os deputados Mario Frias, Carol de Toni, Júlia Zanatta, Gustavo Gayer e Zucco.

O ex-presidente Jair Bolsonaro e outras lideranças, incluindo o presidente argentino Javier Milei, permanecerão na cidade até este domingo (7), participando das atividades relacionadas ao CPAC.

Este encontro reflete a crescente mobilização e engajamento político das lideranças conservadoras na América Latina.

CONFIRA MAIS FOTOS APÓS OS ANÚNCIOS

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO AO VIVO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.