Segunda, 15 de Julho de 2024
13°

Tempo nublado

Itapema, SC

Geral Urgente

Protesto indígena causa bloqueio parcial da SC-480, em Chapecó

Manifestantes adotam bloqueio intermitente na divisa entre SC e RS.

03/07/2024 às 12h50
Por: Rádio Cidade
Compartilhe:
Foto - Reprodução
Foto - Reprodução

Desde a manhã desta quarta-feira (3), indígenas iniciaram uma manifestação no distrito de Goio-Ên, em Chapecó, no KM 165,500 da SC-480, próximo à divisa entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul. O protesto teve início às 10h na ponte sobre o Rio Uruguai, com os manifestantes adotando uma estratégia de bloqueio intermitente da rodovia. A cada meia hora, o tráfego é liberado para permitir a passagem dos veículos retidos antes de fechar novamente a estrada.

As principais reivindicações, segundo lideranças indígenas presentes, incluem o repasse de verbas pelo Governo Federal e questões relacionadas ao marco temporal. A manifestação busca urgência no diálogo e ação imediata das autoridades, destacando a necessidade de atenção para suas demandas.

A Polícia Militar Rodoviária está no local para monitorar a situação e garantir a segurança durante o protesto, que tem previsão de se prolongar ao longo do dia.

Continua após a publicidade
Anúncio

Vídeo - Divulgação/PMRv

 

Entenda o Debate sobre o Marco Temporal nas Reivindicações Indígenas

O marco temporal é uma questão central nas reivindicações indígenas no Brasil. Essa política jurídica propõe que apenas terras indígenas que estivessem sob posse das comunidades até a data da promulgação da Constituição Federal de 1988 possam ser demarcadas. Essa interpretação tem sido contestada por lideranças e movimentos indígenas, pois muitas comunidades foram deslocadas à força ou perderam suas terras devido a processos históricos de colonização e expansão agrícola.

Os críticos do marco temporal argumentam que ele desconsidera as realidades históricas e culturais dos povos indígenas, dificultando o reconhecimento e a demarcação de terras tradicionalmente ocupadas. Para as comunidades indígenas, a revisão ou revogação do marco temporal é crucial para garantir seus direitos territoriais e promover a justiça histórica, permitindo a demarcação de terras que foram historicamente ocupadas por seus ancestrais, independentemente da data de promulgação da Constituição.

 

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO AO VIVO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.