Segunda, 15 de Julho de 2024
13°

Tempo nublado

Itapema, SC

Saúde Saúde

Santa Catarina é destaque nacional na realização de cirurgias eletivas

Em 2023, foram realizadas 69.306 mil cirurgias eletivas entre os meses de fevereiro a abril.

28/06/2024 às 12h21 Atualizada em 28/06/2024 às 12h27
Por: Rádio Cidade Fonte: Secom SC
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom SC
Foto: Reprodução/Secom SC

Santa Catarina segue sendo destaque nacional nas cirurgias eletivas. Desde os primeiros dias do governo, a Secretaria de Estado da Saúde, junto com os municípios e os hospitais prestadores de serviço, se organizaram para reduzir o sofrimento dos catarinenses.

“Ficamos muito orgulhosos de termos números positivos nas cirurgias eletivas. Vamos dar continuidade ao trabalho que teve a condução da então secretária Carmen Zanotto até poucos dias atrás e seguindo a determinação do governador Jorginho Mello no sentido de ampliar acesso, diminuir tempo, encurtar distâncias para que a nossa população possa ser atendida como merece, cuidando da vida das pessoas”, ressalta o Secretário de Estado da Saúde, Diogo Demarchi.

Foto: Reprodução/Secom SC
Foto: Reprodução/Secom SC

Com isso, dentre todos os estados brasileiros, Santa Catarina foi o que mais realizou cirurgias eletivas no Programa Nacional de Redução de Filas (PNRF). Em 2023 Santa Catarina foi destaque e esse ano segue na primeira posição do ranking não só em números proporcionais, mas também em números absolutos. Foram realizadas 69.306 mil cirurgias eletivas entre os meses de fevereiro a abril.

Continua após a publicidade
Anúncio

O relatório foi apresentado pelo Ministério da Saúde, na manhã desta quinta-feira, 27, durante a 6ª Reunião Ordinária da Comissão Tripartite (CIT). Santa Catarina ficou à frente de São Paulo que realizou 46.128 mil cirurgias e de Minas Gerais que fez 25.187 mil procedimentos.

Cirurgias eletivas

Cirurgias eletivas são procedimentos cirúrgicos programados, ou seja, não urgentes ou emergenciais. Geralmente, são cirurgias que podem ser planejadas com antecedência, permitindo que o paciente e a equipe médica tenham tempo para se preparar adequadamente. Esses procedimentos são realizados quando não há necessidade imediata de intervenção cirúrgica, mas são importantes para melhorar a qualidade de vida do paciente ou para tratar condições médicas que, embora não urgentes, requerem intervenção médica.

Exemplos comuns de cirurgias eletivas incluem procedimentos como correção de hérnias, cirurgias de catarata, artroplastias (substituição de articulações), remoção de tumores benignos, entre outros. A decisão de realizar uma cirurgia eletiva é geralmente baseada na avaliação médica do paciente, considerando fatores como a gravidade da condição, o impacto na qualidade de vida e a disponibilidade de recursos hospitalares.

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO AO VIVO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.