Sexta, 21 de Junho de 2024
21°

Tempo limpo

Itapema, SC

Política Proridades

Bolsonaro está prestes a suspender ato em Joinville para manter foco no RS

A data original do evento era 16 de junho, um dia após a Marcha para Jesus em Florianópolis, mas foi alterada para 30 de junho antes da decisão de suspensão.

06/06/2024 às 12h10
Por: Cidade 104.1
Compartilhe:
Manifestação na Av. Paulista/SP em 25 de fevereiro de 2024. Foto - Reprodução
Manifestação na Av. Paulista/SP em 25 de fevereiro de 2024. Foto - Reprodução

O ex-presidente Jair Bolsonaro deverá suspender o ato público previsto para Joinville no dia 30 de junho. A decisão foi comunicada ao pastor Silas Malafaia, envolvido na organização dos eventos de Bolsonaro, conforme relatado pelo colunista Igor Gadelha do portal Metrópoles.

O cancelamento do evento ocorre devido à avaliação de Bolsonaro sobre a atual situação no Rio Grande do Sul, que enfrenta os impactos das chuvas. De acordo com aliados do ex-presidente, Bolsonaro decidiu que o momento não é adequado para a realização do ato público em Joinville, preferindo focar em ações de apoio às vítimas das chuvas.

Joinville foi escolhida inicialmente por sua localização estratégica entre as capitais Curitiba e Florianópolis e por ser o maior colégio eleitoral de Santa Catarina, com forte apoio a Bolsonaro. Na eleição de 2022, Bolsonaro escolheu Joinville para uma das últimas agendas da campanha em primeiro turno, com motociata na véspera da eleição. O candidato do PL fez 69% dos votos na cidade no primeiro turno e 76,6% no segundo. Assim como ocorreu em 2018, Bolsonaro teve em Joinville o melhor desempenho entre as cidades com mais de 300 mil eleitores no país.

A data original do evento era 16 de junho, um dia após a Marcha para Jesus em Florianópolis, mas foi alterada para 30 de junho antes da decisão de suspensão.

Bolsonaro considera mais adequado direcionar seus esforços para campanhas de arrecadação de donativos para as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. Ele já realizou uma campanha semelhante em São Paulo e planeja outra em Minas Gerais.

A decisão de priorizar ações solidárias demonstra um foco nas necessidades urgentes da população afetada, apesar do impacto na programação de seus atos públicos.

A população de Joinville e os apoiadores de Bolsonaro agora aguardam novas orientações e possíveis datas para futuros eventos. 

 

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO AO VIVO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.