Sexta, 21 de Junho de 2024
21°

Tempo limpo

Itapema, SC

Social Inclusão

ADI abre inscrições para adolescentes PCD em projeto de formação para o mundo do trabalho

Os interessados podem entrar em contato com a associação e se cadastrar pelo número (47) 9 9650-0735.

27/05/2024 às 16h33 Atualizada em 27/05/2024 às 17h06
Por: Cidade 104.1
Compartilhe:
Foto - Ilustração/Shutterstock
Foto - Ilustração/Shutterstock

A Associação das Pessoas com Deficiência para Inclusão está com inscrições abertas para o projeto ADIcionando Caminhos, com 15 vagas presenciais em Itapema para jovens entre 12 e 17 anos. A iniciativa vai receber adolescentes na sede (Rua 430, nº 22) em encontros quinzenais a partir desta quarta-feira (29) das 9h30 às 11h30 e das 14h30 às 16h30.

O objetivo é defender o protagonismo deste público, promover a cidadania ativa, garantir acesso a vagas e espaços de decisão, assim como proporcionar formações e parcerias com empresas e entidades contratantes, com toda assessoria necessária durante o processo.

A ADI possui em seu quadro equipes de assistentes sociais, psicólogas, educadores sociais e uma pedagoga. Durante os primeiros meses do ano, a associação participou de reuniões, palestras e seminários para ampliar a conscientização sobre o tema na região e defender a inclusão nas empresas, escolas e na comunidade como um todo.

Além do projeto ADIcionando Caminhos, há também em andamento o serviço ADImiráveis Famílias, com visitas domiciliares, convivência e acompanhamento para pessoas com deficiência e suas famílias, defendendo direitos, garantindo dignidade e acesso a políticas públicas.

Haverá apoio de materiais e alimentação para os participantes. Os interessados podem entrar em contato com a associação e se cadastrar pelo número (47) 9 9650-0735.

 

Brasília recebeu 1ª Parada do Orgulho da Pessoa com Deficiência

Quem aproveitou a tarde de sol e calor para visitar a região da Torre de TV, no centro de Brasília, neste domingo (26), encontrou uma série de apresentações artísticas com grupos formados exclusivamente por pessoas com deficiência (PcD).

Break dance em cadeira de rodas, banda de percussão formada por pessoas surdas e declamação de poesias são algumas das atrações que transformaram o centro da capital do país em ponto de encontro e convivência para PcD’s.

Um dos fundadores da parada, o soteropolitano Marcelo Zig, explica que a ideia é ocupar um espaço de alta visitação com uma programação cultural toda formada por pessoas com deficiência.

“Ela é originalmente uma manifestação de pessoas com deficiência para pessoas com deficiência”, afirmou Marcelo Zig. “É um evento em que todos os setores têm a participação de pessoas com deficiência, na organização, na realização e na apresentação”.

A primeira Parada do Orgulho PcD do Brasil ocorreu em setembro, em São Paulo, por ocasião do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Com o sucesso, os organizadores buscam agora replicar o evento em outras cidades. Além de Brasília, a parada já ocorreu em Salvador e no mês que vem segue para Belo Horizonte. Em setembro, ocorre a segunda edição na capital paulista.

Parada do Orgulho da Pessoa com Deficiência. Foto: Luérgio de Sousa/Divulgação

 

“É a melhor experiência essa oportunidade para gente ter esse sentimento de pertencimento. Nunca imaginei que isso poderia ser possível”, relatou Inês Salvínia, de 24 anos, que é cega e moradora de Sobradinho, no entorno de Brasília.

“É uma oportunidade que a gente tem de as pessoas se conhecerem, se conectarem, conversar e projetar futuros, e também de PcDs interagirem com pessoas sem deficiência”, completou.

Além da programação cultural neste domingo, que segue até a noite, a 1ª Parada do Orgulho PcD de Brasília contará ainda com uma sessão solene na Câmara Legislativa do Distrito Federal, na próxima terça-feira (28).

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO AO VIVO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.