Sexta, 21 de Junho de 2024
21°

Tempo limpo

Itapema, SC

Policial Tragédia familiar

Filha viciada mata a própria mãe ao descobrir que perderia a guarda do filho

"Sem qualquer tipo de aviso, pegou uma faca e, simplesmente, ao passar por sua mãe, a cravou", relatou o investigador.

21/05/2024 às 19h27 Atualizada em 21/05/2024 às 19h47
Por: Cidade 104.1
Compartilhe:
Foto - Reprodução
Foto - Reprodução

Uma disputa pela guarda de uma criança pode ter motivado um brutal assassinato que abalou a pacata cidade de Ascurra, no Vale do Itajaí, nesta terça-feira (21). Uma mulher de 36 anos foi presa em flagrante, acusada de matar a própria mãe com uma facada.

Segundo o delegado Antônio Godoi, a vítima, Iracema Aparecida Freiberger, de 61 anos, estava distraída na sala, usando o celular, quando foi atacada pela filha, que a esfaqueou no pescoço. O crime aconteceu na frente do neto de apenas três anos. Os três moravam juntos no bairro Caminho de Lourdes. Equipes de socorro foram rapidamente acionadas, mas, apesar de 40 minutos de tentativas de reanimação, Iracema não resistiu aos ferimentos. A cena foi capturada por uma câmera instalada na casa, conforme informou a Polícia Civil.

"Sem qualquer tipo de aviso, pegou uma faca e, simplesmente, ao passar por sua mãe, a cravou", relatou o investigador.

Godoi destacou que a filha tinha um histórico conturbado de relacionamento com a mãe. A suspeita é mãe de quatro filhos e havia perdido a guarda do mais novo, de três anos, no dia anterior ao crime (20), quando recebeu uma intimação judicial para uma audiência sobre a guarda da criança, cuja tutela Iracema buscava obter legalmente. A suspeita já havia perdido a tutela dos outros três filhos anteriormente.

"Sempre que perdia a guarda de uma das crianças, colocava a culpa na mãe. [A mulher suspeita] é uma pessoa que já esteve envolvida com drogas, é dependente química, já passou por diversas internações e tratamentos, e a mãe resolveu acolhê-la depois da pandemia para evitar que ela caísse no 'mundão'", explicou o delegado.

Ameaças Constantes

De acordo com o delegado, a filha frequentemente ameaçava de morte a mãe, o que levou a família a instalar uma câmera na residência.

"A mãe nunca quis dar andamento aos boletins de ocorrência, e nunca quis pedir medida protetiva de urgência ou afastamento do lar, porque temia que, se ela fizesse isso, sua filha cairia novamente no mundo e se envolveria com as drogas. Então, ela relutava em tomar uma atitude mais enérgica para afastar sua filha", informou.

A arma do crime foi encontrada caída no chão, perto da porta da casa. A filha foi presa em flagrante por homicídio qualificado, crime cuja pena pode ultrapassar 30 anos. Ela foi encaminhada ao presídio regional de Blumenau, na mesma região, onde passou por audiência de custódia.

Mulher foi presa em Ascurra suspeita de matar a própria mãe — Foto: Polícia Civil/ Divulgação

Dica da Cidade

Este trágico evento destaca a importância de lidar com questões de saúde mental e dependência química com seriedade e apoio adequado. A comunidade deve estar atenta aos sinais de violência doméstica e buscar ajuda imediata para prevenir desfechos fatais.

 

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO AO VIVO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.