Sexta, 21 de Junho de 2024
20°

Parcialmente nublado

Itapema, SC

Policial Crueldade

Em Itapema, cachorro é encontrado enforcado em portão de residência

Grupo de Operações e Resgate investiga caso de maus-tratos e solicita colaboração da comunidade.

24/04/2024 às 12h57 Atualizada em 25/04/2024 às 22h04
Por: Cidade 104.1
Compartilhe:
Foto - Divulgação
Foto - Divulgação

Na noite desta terça-feira (23), uma cena chocante foi descoberta em Itapema, no bairro Alto São Bento. O Grupo de Operações e Resgate (GOR) foi acionado para atender a uma denúncia de um cãozinho (macho) encontrado enforcado e pendurado no portão de uma casa. O corpo ainda quente indicava que a morte ocorreu pouco antes da chegada da equipe.

A falta de câmeras de segurança na residência dificultou a identificação de suspeitos ou testemunhas do ato cruel, deixando o caso sem suspeitos identificados até o momento. O GOR recolheu o corpo do animal para uma destinação apropriada, enquanto a Polícia Civil de Itapema iniciou uma investigação sobre o caso de maus-tratos, registrado em boletim de ocorrência.

A Polícia Civil e o GOR estão solicitando que qualquer pessoa com informações sobre o ocorrido entre em contato pelos números disponíveis, incluindo o plantão do GOR no (47) 9 9651-9961, visando colaborar com as investigações.

Para acompanha o trabalho do GOR, clique aqui

O crime

Os aus-tratos a animais são atos cruéis que vão desde a negligência com a saúde e alimentação até abusos físicos e psicológicos, causando sofrimento e danos irreparáveis aos seres vivos indefesos. Esse tipo de crime, além de desumano, é passível de punições severas pela legislação brasileira.

Segundo a Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/1998), maus-tratos a animais são considerados crimes ambientais e podem resultar em detenção de três meses a um ano, além de multa. Essas penalidades aumentam se houver morte do animal, podendo chegar a até cinco anos de reclusão, conforme o artigo 32 da mesma lei.

Dica da Cidade

É fundamental que a sociedade esteja atenta e denuncie casos de maus-tratos, colaborando para a proteção dos animais e a aplicação da lei. Órgãos como a Polícia Civil, grupos de proteção animal e o Ministério Público atuam na investigação e punição dos infratores, buscando garantir o bem-estar e a integridade dos animais.

A conscientização e ações de educação são essenciais para combater esse tipo de violência, promovendo uma cultura de respeito e cuidado com os seres vivos que compartilham nosso planeta. Afinal, proteger os animais é uma responsabilidade de todos e um reflexo da nossa humanidade.

 

Leia também

Conheça Nescau, o pet inusitado da Brenda!

Como escolher o melhor hotel para pets nas suas férias

S.O.S. Pets: Como amenizar o medo dos animais com os estampidos dos fogos de artifício

Rosinha, defensora da causa animal em Itapema conversa com Flavio Silva e Prof. Helle Borges

Flavio Silva entrevista e apresenta os parceiros do 1º Pet Day da Rádio Cidade!

Florianópolis inicia emissão gratuita de RG para pets

Câmara propõe Dog Parks para garantir bem-estar animal e colaborar com a segurança em Itapema

Em Porto Belo, animal raro é econtrado em residência

 

CONFIRA NOSSA PROGRAMAÇÃO AO VIVO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.